Copyright 2006-2019

 

R.E.R. - Gestão, Marketing e Sustentabilidade - Todos os direitos reservados. ATENÇÃO: Este site tem, também, o propósito de reunir pensadores, pensamentos, conheci-mentos e experiências. Caso discorde de alguma publicação neste compên-dio, gentileza enviar e-mail que iremos retirar imediatamente seu link, citação ou conteúdo.

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos - Restaurante, Bares e Lanchonetes

Quem deve possuir?

 

O decreto nº 38.021/2017 exige que os geradores de 120 litros (ou mais) de lixo diário, devem realizar cadastro junto ao SLU e implantar o Gerenciamento de Resíduos Sólidos.

 

DECRETO - https://goo.gl/uojTxM

 

Porque?

 

A Lei 12.305 institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e a responsabilidade dos geradores e poder público nas responsabilidades de destinação dos resíduos. No Distrito Federal, a Lei nº 5610 regulamenta sobre a responsabilidade dos geradores de resíduos sólidos. Em 2017, o decreto nº 38.021 cria regras e prazos para aplicação da lei no DF. Assim, todos os geradores de resíduos sólidos que produzem a partir de 120 litros diários de lixo, deverá implantar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.

Como Fazer?

Para implementar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos é preciso realizar algumas etapas, como:

Identificação

do estabelecimento

1.

Identificação

do estabelecimento

Estudo de Segregação e Identificação

Identificação

do estabelecimento

2.

Cadastro junto aos órgãos competentes

Estudo da produção

do lixo

3.

Diagnóstico situacional, quantificação e classificação dos resíduos sólidos

4.

Estudo de Segregação

e Identificação

5.

Mapeamento dos

pontos de coleta

6.

Estudo de localização, planta baixa e perspectiva do armazenamento

interno e externo; entretenimento

7.

Destinação dos resíduos – política reversa

8.

Peça agora um pré-diagnóstico sem custos

Título do Site

falecomigo.png